livia fontana

Nasceu e vive em Curitiba, Paraná-Brasil, 1979
 
Por vezes escapistas, as imagens criadas pela artista partem de apropriações e acontecimentos da internet copypaste. Somados a esse apoderamento estão as fotografias do cotidiano e os conhecimentos sobre história da arte. Alguns trabalhos abordam o convívio social - indivíduo como parte do emaranhado berço brasileiro e suas particularidades culturais - e a intimidade familiar. Outros buscam a simplicidade estética através do vazio, na passagem de cor, na busca pela calma interior.
 
Formada em Publicidade e Propaganda em 2002 pela Universidade Positivo em Curitiba, cursou extensão em Design Gráfico e Fotografia na Central Saint Martins, em Londres em 2003/04. Depois de experiências com direção de arte, a artista decide dedicar-se ao que até então era uma atividade desenvolvida desde criança: a fotografia. Em Curitiba expôs no Museu Alfredo Andersen pinturas em fotografias na individual Ninhos em 2014. Participou da exposição coletiva Origami Curvo, durante a Bienal de Curitiba em 2016. Duas de suas obras Loading foram adquiridas, em 2018, pelo acervo do Museu Oscar Niemeyer.
 
Em março de 2015 funda uma Galeria de Arte, a Boiler, representando artistas contemporâneos brasileiros. Aqui a artista traça um novo caminho, adentrando no mercado da arte, na representação de artistas, curadoria, criação de acervo e mostras assim como o Festival de Vídeo Arte Mirada. Desenvolveu a curadoria em exposições nos 5 anos da Boiler galeria tanto em seu espaço físico no bairro Batel, em Curitiba quanto em Feiras de arte contemporânea nacionais e internacionais assim como a SP Arte, Arte Rio, BerlinerListe em Berlim e Pinta Miami. Em dezembro de 2019 Livia descontinua o trabalho de galerista para dedicar-se apenas à produção artística particular. Em 2020 ocupa o espaço Torre no Palacete dos Leões com a exposição de ”Mãe mar”.

WhatsApp Image 2021-07-07 at 14.41.41.jpeg